Da pedra lascada ao mini acelerador de particulas!

Entre o real e o virtual…

Certa vez em uma palestra de Orkut Buyukkokten, o homem que criou e emprestou seu nome para o site mais acessado do Brasil, um reporter questionava as estatísticas do sistema, Orkut mostrou dados relacionados a faixa etárias dos inscritos em sua rede começando em 18 anos, esse foi o gancho para a questão: “Você sabia que crianças e adolescentes falsificam seus dados para acessar o Orkut?”

Bem, ele sai dessa com a resposta mais polida possível, informando que o Orkut possui termos de serviço que proibem pornografia, violência, racismo entre outras coisas e que existe uma campanha para manter o Orkut bonito, onde os próprios membros podem denunciar perfis falsos, falsificados ou em desacordo com o estatuto da comunidade. Ok, o orkut faz o seu trabalho, mas o que fazem os responsáveis por essas crianças e adolescentes que se cadastram no Orkut? Os pais sabem que o Orkut é voltado para maiores de 18 anos? Sabem que seu filho está cadastrado no Orkut? Sabem que tipo de conteúdo ele acessa quando está online? Não estou falando de controle ou repressão, estou falando de participação, de se interessar pelo que o filho faz e conversar com ele sobre isso.

Criou-se um mito de que a internet é um mundo virtual, o que não é verdade, a internet é um meio de comunicação onde a informação trafega de forma digital. Muitas vezes esses dados são usados para construir cenários fictícios, nesses casos ambientes virtuais são criados (como projetos de casas à venda), ou quando se trata de alguns jogos de role playing (MMORPG) são verdadeiros mundos virtuais. Porém quando você faz um boletim de ocorrência na internet ele não é um BO virtual, é um documento real, armazenado de forma digital. Quando você conversa com alguém pelo MSN não é uma conversa virtual, é uma conversa real, entre duas pessoas de verdade, que usaram meios digitais para se comunicar. Você tem que aprender a não separar os dois mundos.

O que você faz na internet você está fazendo na sua vida real, isso vai lhe trazer consequências, goste você ou não. Não dá pra fazer de conta que algo que acontece na internet é de brincadeira, você pode cometer crimes, fazer compras e em ambos os casos terá de pagar por eles.

Muitas pessoas teem comportamentos distintos quando assumem o controle do computador com acesso a internet. Cito como exemplo minha própria experiencia, na vida real eu não abraçaria um desconhecido e diria que é meu amigo, mesmo lidando com internet há tanto tempo eu ainda cometo os erros que critico nesse artigo. Enquanto resolvo essa confusão na minha cabeça e na minha presença digital convido você a fazer o mesmo, o uso da internet pode ser algo natural e produtivo em nossas vidas, mas para isso temos de nos conscientizar de que nada é virtual, é tudo bem real, às vezes mais do que o necessário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: